Fritadeira elétrica
Fritadeiras profissionais: manutenção, cuidados e limpeza

Fritadeiras profissionais: manutenção, cuidados e limpeza

Fritadeiras profissionais: manutenção, cuidados e limpeza

Fritadeira elétrica

Restaurantes, lanchonetes, hamburguerias e quaisquer outros estabelecimentos alimentícios reconhecem a importância do bom funcionamento de uma fritadeira profissional – o que significa que apostar em uma boa manutenção do seu utensílio e seguir os cuidados aconselhados pelo fabricante garantem maior eficiência em seus serviços e pode até mesmo representar um aumento em sua receita financeira.

Pensando nisso, selecionamos dicas preciosas para conservar o seu produto e fazer valer o seu investimento. Antes, se sua dúvida for sobre qual modelo de fritadeira profissional escolher para a sua cozinha industrial, te ajudamos com um guia completo de vantagens e desvantagens em outro artigo.

Dicas para limpar e conservar fritadeiras profissionais

Sempre desligue a fritadeira antes da limpeza

A dica pode parecer óbvia, mas é sempre válido reforçar que ao iniciar a limpeza do utensílio, ou qualquer outro equipamento elétrico, é necessário verificar se este está desligado corretamente. O contato com a energia elétrica representa um grande risco ao funcionário e também ao produto. Portanto, nunca se esqueça que o passo número um para uma boa manutenção é desligar a fritadeira a cada higienização.

Além do desligamento, espere que o objeto esfrie antes de começar a limpeza. O mais recomendável é aguardar 30 minutos, assim você não corre o risco de se queimar ao manuseá-lo.

Retire a cestinha ao limpar 

O passo seguinte é desencaixar a cestinha e colocá-la de molho em uma vasilha com água quente e detergente. Isso porque tanto a temperatura elevada da água, quanto o detergente apresentam alto poder desengordurante. Se possível, o mais aconselhável é manter a peça imersa por cerca de 30 minutos. Dessa forma a composição irá amolecer as partículas de alimentos e soltar a gordura mais facilmente. 

Também é importante que o detergente não tenha cheiro, ou seja, opte pelo neutro. O perfume do sabão pode passar para as peças e comprometer o sabor dos alimentos depois. Após a imersão, passe uma esponja macia e enxágue. 

Espátula de plástico para retirar crostas de alimentos 

Se o tópico acima não for totalmente eficiente para retirar restos e crostas presas, utilize uma espátula de plástico. A escolha do material nesse caso é indispensável, pois o plástico não risca o metal e a superfície antiaderente, como pode acontecer com utensílios metálicos. Para remover o restante das sujeiras, o truque é usar um papel toalha.

Como esse passo é utilizado para tirar restos mais densos, ele pode ser colocado em prática antes ou depois de mergulhar a cesta na água e sabão, a ordem irá depender do estado de cada fritadeira. Em casos de resíduos muito espessos e em toda a superfície, é aconselhável que se faça a limpeza com espátula antes para retirar todo o excesso. 

Receita caseira de vinagre e bicarbonato 

Para garantir a eliminação de todo o utensílio sem prejudicar o sabor e a qualidade dos alimentos, um dos segredos mais utilizados na cozinha é uma solução preparada com vinagre e bicarbonato. Para preparar a receita, use partes iguais de vinagre e água morna. Na hora da aplicação, opte por um pano limpo ou uma esponja macia.

Veja também:  9 ideias de conteúdos para postar nas redes sociais de bares e restaurantes

Outra saída para uma boa limpeza e manutenção é manter a cesta de molho por 15 minutos em uma mistura de água quente e vinagre (lembrando de colocar mais água e menos vinagre). 

Em relação ao bicarbonato, ele pode funcionar como um abrasivo sem cheiro para retirar pedaços de comida queimada da fritadeira. Para aplicá-lo, faça uma pastinha com uma colher de sopa do produto e um pouco de água. Depois esfregue levemente com uma bucha em movimentos circulares.

Cuidado com a área externa da fritadeira 

Quando for limpar o exterior de sua fritadeira, deve-se investir em uma esponja, água quente e um sabão suave ou em um detergente desengordurante. Para não arriscar o equipamento, também é sempre válido se atentar às instruções de cada fabricante, já que essas podem divergir entre si. Por exemplo, algumas peças podem ser molhadas e outras não – a diferença torna o ato de identificá-las antes de iniciar a limpeza um ponto fundamental.

No caso das fritadeiras elétricas, a parte externa não costuma ficar engordurada, o que não significa que não deve ser limpa. Utilize um pano úmido se a sujeira não estiver aparente ou aplique um pouco de vinagre se estiver com um aspecto gorduroso. Agora, se a fritadeira estiver muito suja, invista em uma bucha úmida com um pouco de detergente.

Dicas extras para a manutenção de sua fritadeira profissional

  • Tenha sempre o cuidado de usar utensílios que não risquem o equipamento, como o silicone por exemplo. Aliás, a pinça com pontas neste material é um dos acessórios mais indicados para a cozinha;
  • A fritadeira profissional pode ser mantida em qualquer superfície, porém não deve permanecer dentro de espaços fechados, apertados ou com bloqueios. Instale o utensílio em uma superfície plana e deixe ao menos um palmo de espaço livre entre os lados – isso irá garantir uma boa troca de ar e circulação do calor expelido;
  • Nunca forre com papel-alumínio, isso faz com que a gordura dos alimentos não escorra, bloqueia a circulação de ar quente e faz com que o preparo demore mais tempo; 
  • Use a fritadeira profissional sempre da maneira recomendada pelo fabricante.
Modelos e tipos de fritadeira

Como prolongar a vida útil do óleo?

Abaixo, separamos algumas dicas para reduzir os gastos de seu estabelecimento com os óleos de fritura sem, claro, prejudicar os preparos de alimentos. 

  • Nunca frite em temperaturas superiores a 180°C. O ideal da temperatura de fritura é entre 160°C e 180°C. Aliás, apenas a elevação de um para o outro mais do que duplica a taxa de oxidação do óleo. Se chegar próximo a 200°C a oxidação quadruplica em relação às temperaturas corretas de uma fritura;
  • Reduza a temperatura do óleo abaixo de 130°C enquanto não estiver fritando. Isso garante que o produto não oxide por temperatura além do necessário;
  • Alimentos congelados com excesso de umidade ou gelo contribuem para a degradação do óleo e aumentam o gasto de energia;
  • Utilize uma peneira de inox para remover os restos e sujeiras regularmente;
  • Não sobrecarregue os cestos de fritura acima da capacidade ideal;
  • Não tempere os alimentos fritos sobre a fritadeira. Isso porque os temperos, principalmente o sal, danificam o óleo; 
  • Crie o hábito de manter a fritadeira coberta quando não estiver utilizando.
Veja também:  Facas para chef de cozinha: como deve ser um kit ideal para profissionais

Economias cumpridas no dia a dia são essenciais para o funcionamento de um negócio bem administrado. Aliás, em um futuro, podem até mesmo significar o valor de uma fritadeira. 

Quando é necessário trocar o óleo do fritador?

Óleos de fritura usados em restaurantes e bares, por muitas vezes, geram algumas dúvidas referentes ao momento certo de substituí-los. Geralmente, o estabelecimento escolhe um dia da semana para trocar o produto já utilizado, mas tal técnica nem sempre pode ser considerada a correta. 

Precisamos partir do início que diz que a degradação da substância está sujeita à sazonalidade de vendas do estabelecimento e outros fatores. Um óleo com má qualidade pode deixar o alimento frito com cheiro forte, aparência menos atrativa, sabor ruim, menos crocância, queimado por fora e cru por dentro – além de diminuir também sua qualidade nutricional. Ou seja, não fará bem ao consumidor e muito menos terá seu cliente de volta. 

Em relação ao tempo de troca, dependerá também do tipo de ingrediente que foi frito e os cuidados que o cozinheiro teve durante e depois da fritura. Não há como chegar a um número exato de vezes que pode ser reutilizado. A regra geral é que precisa ser trocado periodicamente. Um sinal importante são os que vêm junto ao alimento, como as características citadas acima.

Como limpar a fritadeira

Quais os cuidados necessários?

Para que o óleo tenha sua vida útil prolongada e desperdícios sejam evitados, é indicado seguir algumas dicas para manter sua qualidade. Aqui, resumimos algumas apresentadas ao longo do artigo:

  • A temperatura máxima do óleo deve ser de 180 graus;
  • Desligue a fritadeira quando não estiver em uso;
  • Mantenha sempre limpa;
  • Faça manutenções periódicas com profissionais;
  • Filtre o óleo com frequência.

Para concluir, se atente ao óleo que está sendo utilizado e não deixe de seguir os cuidados de limpeza e manutenção. O resultado aumentará a vida útil de sua fritadeira profissional, a qualidade de suas receitas, a satisfação do cliente e, consequentemente, seu lucro!

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
Tenha acesso a conteúdos exclusivos

Veja também

Veja mais no blog da
Di Pratos Multinox
Gestão
Produtos

Artigos mais recentes
Di Pratos Multinox - Equipamentos para Restaurantes Ltda | CNPJ: 60.048.717/0001-35
Copyright © 2004 - 2021 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Bravo Bird - Negócios Digitais