Tipos de material para panelas
Tipos de materiais para panelas: características do alumínio, ferro, aço inox, cerâmica, barro e outros

Tipos de materiais para panelas: características do alumínio, ferro, aço inox, cerâmica, barro e outros

| ,

Tipos de materiais para panelas: características do alumínio, ferro, aço inox, cerâmica, barro e outros

Tipos de material para panelas

Existem diversas opções de panelas disponíveis no mercado: alumínio, aço inox, ferro, cerâmica, vidro, barro e mais. São muitos materiais, dos mais diversos valores. Cada modelo apresenta características próprias, sendo indicadas para preparos de alimentos específicos. 

Ter conhecimento sobre cada tipo de panela é essencial não só para garantir uma melhor técnica na cozinha, mas também assegurar que todo o processo está sendo executado com segurança e cuidado. 

Ao longo dos últimos anos, o utensílio tem evoluído bastante e hoje acompanha tecnologias nem sonhadas por nós há algumas décadas, mas, claro, mesmo as mais antigas de pedra ainda têm seu lugar especial na cozinha de restaurantes e bistrôs – e são incomparáveis na hora de exercitar certas culinárias. 

A verdade é que com tantas possibilidades, qualquer estabelecimento que trabalhe com gastronomia deve dispor de uma equipe que apresente conhecimento sobre os estilos de panelas, a fim de escolher a melhor opção para determinado prato.

Quando abordamos suas novas tecnologias e funções, é importante ter em mente que as mais antigas jamais desaparecem. Feitas de barro e pedra, algumas são de materiais usados e indicados ainda hoje. Assim como as de ferro ou cobre, que continuam prestando excelentes serviços nas cozinhas profissionais e caseiras. 

E, como citamos, pode ser bem comum que alguns materiais influenciem diretamente no gosto da comida. A moqueca, por exemplo, é tradicionalmente preparada na panela de barro.

Escolher o produto ideal faz toda diferença para o bem-estar e para uma cozinha funcional e correta. Da mesma forma, é fundamental preservar o utensílio e seus benefícios. Por esses motivos, vamos abordar as características de cada alternativa presente no mercado, esclarecer todas as dúvidas e te ajudar na melhor escolha de panela para o seu restaurante. 

Abaixo, você irá conhecer as características de cada modelo e para quais preparos são mais indicados! Confira:

  1. Panelas de metais
    1. Panelas de aço inox
    2. Panelas de alumínio
    3. Panelas de ferro
    4. Panelas de cobre
  2. Panelas de outros materiais
    1. Panelas de vidro
    2. Panelas de cerâmica
    3. Panelas de barro
    4. Panelas de pedra-sabão

Panelas de metais

Inicialmente, as panelas de metal nasceram com o objetivo de substituir as peças a base de barro e pedra. A necessidade veio da ideia de tornar o processo mais rápido. Mesmo sendo ótimos isolantes de calor, os minerais exigiam mais tempo no fogo para que o calor passasse para os alimentos – e durante o cozimento os utensílios ficavam mais quentes por fora do que por dentro.

Por outro lado, o metal proporciona um cozimento mais prático, veloz e com temperaturas mais baixas – o que economiza tanto no gás quanto na eletricidade. Os modelos também são mais leves e fáceis de manusear ao longo do preparo das refeições. Além destes comparativos, as panelas de metais apresentam uma ótima durabilidade. 

Panelas de aço inox

As panelas de aço inox são resistentes e fáceis de limpar. Apesar de levarem mais tempo a atingir altas temperaturas, por conta do seu fundo triplo (camadas de cobre e alumínio), conservam melhor e por mais tempo o calor.

São utensílios duráveis, que podem ser utilizados em fogão por indução, não enferrujam e não mancham. Além desses benefícios, não transmitem cheiro e gosto aos alimentos. Independente da estrutura de sua cozinha, elas podem ser utilizadas em fogões elétricos, a gás, de indução e vitrocerâmicos.

Aqui, vale lembrar que as panelas de aço inox podem receber acabamentos que agregam ainda mais benefícios à elas. Como o revestimento antiaderente, por exemplo. Essa característica torna a panela bastante fácil de limpar e ainda traz a vantagem de dispensar o óleo e a gordura em alguns preparos – proporcionando alimentos mais saudáveis.

Veja também:  Saiba como escolher os fornecedores de alimentos para o seu restaurante

No entanto, é necessário maior cuidado na preparação, como o de usar colheres de plástico ou silicone para não raspar a camada antiaderente. Também não podem ser lavadas com esponjas de aço.

Panelas de alumínio

Panelas de alumínio são as mais utilizadas profissionalmente. São práticas e com valores mais baixos. No passado eram conhecidas por terem uma durabilidade menor em comparação a outros materiais, porém, hoje em dia, existe no mercado alumínio de ótima qualidade, o que significa boa vida útil para os produtos.

As panelas de alumínio também podem receber alguns revestimentos, como, por exemplo, o antiaderente, ou mesmo um revestimento cerâmico, dando um acabamento moderno sem o alto custo de uma panela 100% cerâmica.

As panelas de alumínio fundido também são excelentes alternativas, uma vez que são mais fortes e suportam altas temperaturas. Em geral, bastante usadas profissionalmente em bares e restaurantes. Entre as vantagens, ela é uma das melhores opções para realizar fritura por imersão. Mas atenção, hoje sabe-se que o alumínio pode ser prejudicial à saúde quando mal utilizado ou tendo seu fundo “raspado”.  Se for bem conservada, e seguir as recomendações de uso, a panela de alumínio é perfeitamente segura. O que significa que ela não irá liberar alumínio nos alimentos.

Pode usar panelas de alumínio em fogão de indução?

As panelas de alumínio geralmente não são boas pedidas para o fogão de indução. Porém, existem modelos que possuem uma espécie de “sanduíche” de aço inox no fundo da panela, permitindo que a mesma seja usada em um fogão de indução.

Panelas de ferro

Contam com alta durabilidade e são ideais para assados, ensopados e cozidos. Elas podem ser usadas para receitas que exigem diversos passos e, assim, possibilitam serem levadas ao fogo e, em seguida, utilizadas no forno para encerrar cozimentos demorados.

As panelas de ferro podem ser encontradas em diversas cores e formatos. São usadas em fogos altos e baixos com a mesma desenvoltura. O material não deforma e economiza gás, na medida em que distribui muito bem o calor por toda a sua extensão. 

Uma desvantagem que não chega a ser uma grande questão é que elas exigem maior cuidado para evitar ferrugem – o que pode ser facilmente compensado com o benefício de acrescentar o elemento ferro aos alimentos nela preparados.

Para evitar esse surgimento de pontos de ferrugem, ela deve ser armazenada longe de qualquer umidade. Além disso, após o uso, é necessário lavá-la com sabão neutro e guardá-la bem seca (uma dica extra é levar a panela ao fogo novamente por alguns instantes para garantir a secagem completa).

De tempos em tempos, para renovar a camada protetora é preciso curá-la. Esse processo consiste em, após a secagem, untá-la com óleo de soja e levá-la ao fogo até o óleo queimar. Depois, a panela deve ser lavada com água quente e esponja. 

Também é importante lembrar que os utensílios de ferro são mais pesados. Leve isso em consideração na hora de montar o planejamento da cozinha para evitar deslocamentos com eles.

Panela de Ferro

Panelas de cobre

Essas são as que necessitam maior investimento e apresentam um design diferenciado. Geralmente, são usadas na decoração de cozinhas e não, de fato, para cozinhar.

Somente se usam panelas de cobre revestidas internamente por aço inox ou antiaderente, pois o cobre reage com alguns alimentos ácidos e forma o zinabre, que é tóxico. São também de difícil conservação e limpeza. Não à toa, não são indicadas para preparos e se resumem mais a decoração. 

Inclusive, panelas fabricadas inteiramente de cobre foram proibidas pela Anvisa no Brasil em 2007 devido aos riscos de contaminação dos alimentos pelo metal.

Decoração em restaurante com panelas de cobre

Panelas de outros materiais

Panelas de vidro

Panelas de vidro são excelentes opções porque não transmitem componentes aos alimentos e são fáceis de lavar, desde que a equipe de seu restaurante não deixe os alimentos queimarem. Neste caso, elas instantaneamente se tornam o utensílio mais difícil de limpar – ou seja, cuidado redobrado com preparo de arroz! 

Elas também exigem mais cuidados no manuseio e armazenamento. São frágeis e quebram com choques de baixa intensidade. Por outro lado, apresentam uma estética totalmente diferenciada e podem até mesmo ir à mesa como se fossem travessas. Claro, tudo depende da apresentação do prato e do estilo de seu estabelecimento. 

Veja também:  Estudo de caso: Bar dos Esportes

Elas cozinham de modo diferente das outras panelas, o que exige um tempo de adaptação. Feito isso, a comida tem seu sabor ainda mais garantido e intenso.

Panelas de cerâmica

As panelas de cerâmica promovem um sabor mais natural e saudável quando comparadas às opções de metal. Os benefícios estão concentrados em sua base de cerâmica que é antialérgica, natural e atóxica. 

As panelas de 100% cerâmica concedem resistência, longevidade e qualidade ao produto. Seu alto poder antiaderente evita que restos de comida fiquem grudados atrapalhando o preparo e a manutenção. Além de serem sinônimos para uma limpeza fácil e rápida. 

Sua maior espessura e o próprio material conservam a temperatura dentro do recipiente por mais tempo. A resistência ao choque térmico quando o objeto é acomodado na mesa ou na geladeira é garantida. E, se a panela preserva o calor por mais tempo, também garante maior economia de gás. 

Sua principal desvantagem é a fragilidade contra atritos e impactos.

Panela de cerâmica

Panelas de barro

Tradicionais no preparo de moquecas e feijoadas, as panelas de barro resgatam as cozinhas brasileiras e tem características únicas. Entre as vantagens, retém bem o calor, além de distribuí-lo uniformemente. Também podem ir do fogo para a mesa e dão um charme a mais em ambientes rústicos e caseiros. 

Porém, são mais frágeis e muito pesadas. Ou seja, não são práticas para a utilização no dia a dia. E, geralmente, requerem maior investimento. Os alimentos também ficam mais presos em sua superfície por conta da estrutura porosa. 

Para os seus cuidados, é necessário certificar-se de que as panelas são curadas, assim como é feito com as panelas de ferro, para garantir que o barro não passará sabor para a comida. E, ainda, deve-se esperar a panela esfriar para lavá-la após preparar alguma receita para que ela não entre em choque térmico. Após a limpeza, é recomendável ferver água para eliminar odores e sabores. 

São super indicadas para preparar receitas de caldos, moquecas, feijoadas e ensopados.

Panelas de pedra-sabão

Produzidas artesanalmente e muito comuns em restaurantes mineiros, as panelas de pedra-sabão dão um toque de fazenda e “comida de avó” em qualquer estabelecimento. Assim como a anterior, elas preservam muito bem o calor, são duráveis e realçam o sabor dos alimentos. São ótimas para receitas que precisam de longos períodos de cozimento. 

Geralmente, não são a escolha principal de cozinheiros profissionais porque são extremamente pesadas e sua higienização correta exige muita atenção. Além disso, são sensíveis a choques térmicos e impactos. 

Exigem passar por um processo de cura para garantir sua impermeabilização. Sua superfície é porosa e favorece o acúmulo de resíduos, demandando uma limpeza minuciosa.

Panela de pedra-sabão

São diversos tipos de panelas, dos mais variados materiais e preços. Cada uma delas tem seus prós e contras e aplicações. Avalie as vantagens e desvantagens de acordo com os principais preparados e estilo gastronômico de seu restaurante!

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
Tenha acesso a conteúdos exclusivos

Veja também

Veja mais no blog da
Di Pratos Multinox
Gestão
Produtos

Artigos mais recentes
Di Pratos Multinox - Equipamentos para Restaurantes Ltda | CNPJ: 60.048.717/0001-35
Copyright © 2004 - 2021 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Bravo Bird - Negócios Digitais