Como montar um Bar
Como montar um Bar: guia prático para empreender e ter sucesso

Como montar um Bar: guia prático para empreender e ter sucesso

Tags:

Como montar um Bar: guia prático para empreender e ter sucesso

Como montar um Bar

Aqui você vai encontrar o passo a passo e um checklist completo sobre como montar um bar e empreender no setor alimentício.

Pensando em empreender no ramo da alimentação? Neste artigo você vai encontrar tudo o que precisa saber para montar um bar e conquistar sucesso no seu negócio.

Além de um guia prático e itens necessários para montar um bar, aqui você vai conhecer as vantagens e desvantagens do mercado. 

Para começar: sim, montar um bar é um ótimo negócio!

Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, ABRASEL, o ramo conta com mais de 350 mil estabelecimentos no país que movimentam cerca de R$4 bilhões por ano.

Mas, é claro que nem tudo são flores. Dados do SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) mostram que a cada 100 bares abertos, 35 fecham no primeiro ano.

Então, como obter sucesso?

A chave de qualquer negócio está no planejamento. É importante você conhecer todas as vantagens e desvantagens que cercam o empreendimento para lidar com qualquer tipo de situação que venha a surgir.

Ter um cardápio diferenciado, uma localização estratégia e, claro, qualidade excelente no seu atendimento e produtos oferecidos podem formar um combo de sucesso. 

Aqui, você vai encontrar detalhes sobre os itens a seguir:

  1. Vantagens e desvantagens do setor
  2. Como montar um bar: estrutura e gastos iniciais
  3. Móveis e equipamentos
  4. O que oferecer
  5. O que é necessário para abrir um bar?

Agora que você já tem um panorama raso sobre o setor, vamos destrinchar o seu negócio e te dar detalhes de como montar um bar. Pronto para empreender?

Como montar um bar

Como montar um bar

Vantagens e desvantagens do setor

Anteriormente, demos algumas ideias de negócios no ramo de alimentação e lá explicamos um pouco das vantagens e desvantagens de cada empreendimento. Antes de tirar o plano do papel, é necessário um estudo e uma pesquisa minuciosa sobre esses aspectos para não se frustrar depois.

Por exemplo, em um bar é inevitável o contato direto com as pessoas e o trabalho fora do horário comercial. Então, se esses dois itens te assustam, talvez o bar não seja o melhor negócio para você. Lidar com clientes inconvenientes também entra nesse pacote. 

Entretanto, bares são um dos segmentos que possuem um dos crescimentos mais regulares do Brasil – cerca de 10% ao ano. Ou seja, com um bom planejamento é possível ter bastante sucesso no negócio e entrar para a estatística de faturamento líquido do setor, que segundo Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação somou mais de R$ 520 bilhões no ano de 2017. 

Além disso, bares possuem um vasto nicho que pode ser atingido. Você pode empreender em um negócio focado em espetinhos, algo que lembre mais um boteco ou até mesmo um bar luxuoso com um cardápio especial de drinques, por exemplo. 

Veja também:  14 dicas para tirar fotos dos pratos do seu restaurante e dele próprio

Entre os fatores mais decisivos para alavancar o negócio estão o público-alvo, investimento, concorrência, precificação e produto. 

Como montar um bar: estrutura e gastos iniciais

Antes de definir e dar o primeiro passo com a estrutura do seu bar, estude a localização em que ele estará. Os bares talvez sejam um dos poucos negócios em que estar próximo à concorrência é importante.

Nas grandes cidades, por exemplo, existem regiões que concentram bares e estar dentro delas é um bom negócio. 

Ao pensar na localização do seu bar, avalie os itens:

  • Fluxo de pessoas
  • Hábitos e horários dos clientes
  • Segurança da região
  • Existência de vagas e/ou estacionamentos próximos

Pronto para tirar o seu bar do papel?

O primeiro item é o espaço físico dele e, consequentemente, o investimento necessário para locação, compra e/ou reforma do ponto comercial já existente. O estoque inicial e a compra dos primeiros utensílios também entram nessa conta. 

Geralmente, será preciso:

  • Equipamentos para controle de pedidos, pagamentos e nota fiscal
  • Mesa e cadeiras
  • Dispensa e armários para armazenamento do estoque
  • Opção de entretenimento (aqui pode ser desde uma estrutura e espaço onde músicos possam se apresentar ao vivo até um simples aparelho de som ambiente)
  • Equipamentos de cozinha

É claro que outros gastos também estão presentes no início de um negócio, como por exemplo, um bom plano de divulgação e marketing (que pode ser feito através de redes sociais e campanhas de impulsionamento) e procedimentos burocráticos para que o seu negócio fique dentro da legislação (que falaremos também neste artigo).

Opções de entretenimento para bares

Móveis e equipamentos

Além de um bom produto, você precisa fornecer conforto para o seu cliente, portanto é necessário investir também em móveis de qualidade que preencham o salão de uma forma bacana.

Banquetas para apoio do balcão, cadeiras, mesas, sofá e uma boa decoração faz muita diferença. 

Já a lista de equipamentos necessários pode ser infinita e tudo depende do que você irá fornecer em seu negócio. Os itens que, geralmente, sempre estão presentes em um bar são:

  • Geladeira para cervejas
  • Estufa para salgados
  • Ambiente refrigerado para acomodar e gelar bebidas
  • Fogão industrial
  • Chapa para lanches
  • Exaustor
  • Utensílios básicos como panelas, frigideiras, formas, talheres, pratos, copos e derivados.

Não dá para esquecer da mão de obra que você irá precisar. A princípio, o cozinheiro é o funcionário mais indispensável em um bar. Depois, conforme o público aumentar, você vai precisar:

  • Caixa (caso você não queira assumir essa função)
  • Garçons
  • Barman
  • Auxiliar de limpeza

O que oferecer

Produtos de boa qualidade é um dos itens que mais contribuirá para o seu sucesso. Lembre-se de elaborar um cardápio prático e lucrativo.

Geralmente, 70% do lucro de um bar vem dos alimentos – as bebidas representam apenas 30%.

Defina se você irá oferecer apenas petiscos ou também refeições e lanches. Algumas das porções mais pedidas são a de batata e mandioca frita, tábua de frios, azeitonas e bolinhos variados.

Eles costumam ser rentáveis e possuem preparo rápido. Já para definir outras opções de alimentos você deve levar em conta o seu público-alvo e aquilo que se dispõe a fazer bem.

Outro fator determinante é o capricho naquilo que é servido. Lembre-se de oferecer um salão acolhedor e uma mesa com todos os utensílios necessários – alguns itens não podem faltar.

Veja também:  11 sistemas de gestão para bares e restaurantes

A bebida também deve ser servida no formato de copo correto

Ideias de cardápio para bares

O que é necessário para abrir um bar?

Montar um bar também necessita de uma série de burocracias para manter o negócio dentro da legislação e com licença para funcionamento.

Aqui, para não cometer erros e evitar dor de cabeça, idealmente a melhor opção é contratar um contador. 

O primeiro passo é entender qual será o tipo de sociedade de sua empresa, nome e contrato social. Muitas empresas começam como MEI, ou seja, Microempreendedor Individual, mas esse registro permite um faturamento de até R$81 mil por ano. 

Depois, faça um registro na junta comercial de sua cidade, o registro do seu CNPJ na Receita Federal, na Secretaria da Fazenda, inscrição na Secretaria Estadual para reconhecimento de impostos e, por fim, entre com o pedido na prefeitura para conseguir o alvará de localização. 

Segue o checklist:

  1. Abrir empresa
  2. Registro na junta comercial
  3. Registro do CNPJ na Receita Federal
  4. Registro na Secretaria da Fazenda
  5. Inscrição na Secretaria Estadual
  6. Alvará na Prefeitura

Outros itens também deverão ser solicitados como Licença Ambiental no órgão competente caso tenha qualquer tipo de música no seu bar, alvará de Vigilância Sanitária e de funcionamento no Corpo de Bombeiros. 

Depois disso tudo, você ainda terá que seguir normas técnicas regulamentadas pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, para seguir funcionando.

Dentre elas estão o uso obrigatório de embalagens descartáveis para alimentos, controle dos processos operacionais alimentícios, padrões gerais de ventilação da cozinha e etc. 

Outras leis também interferem no funcionamento do seu bar: o fumo é proibido em todo ambiente público e fechado e é proibida a venda de bebidas alcoólicas para crianças e ou adolescentes. 

O que achou do nosso guia prático de como montar um bar? Deu para esclarecer os principais passos para empreender no negócio? Continue nos acompanhando para descobrir outras dicas no setor da alimentação!

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
Tenha acesso a conteúdos exclusivos

Veja também

Veja mais no blog da
Di Pratos Multinox
Gestão
Produtos

Artigos mais recentes
Di Pratos Multinox - Equipamentos para Restaurantes Ltda | CNPJ: 60.048.717/0001-35
Copyright © 2004 - 2021 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Bravo Bird - Negócios Digitais